sexta-feira, 27 de abril de 2012

Buracos negros, Pulsares e Anas brancas


Buracos Negros

O que são?
Os buracos negros são conhecidos como os "predadores" do espaço, com força inigualável estes não permitem que nada passe pela sua região nem mesmo objetos que se movem na velocidade da luz.

Eles realmente existem?
Pelo fato de que a luz não passa por essa força espacial, este se torna invisível para nós. Porém é possível observar o efeito que eles causam nas matérias vizinhas como gases e estrelas próximas à ele.

O principal vilão!
O maior buraco negro que existe é o Quasar, a coisa mais mortal que existe no universo, um buraco negro enorme e tão pesado quanto bilhões de sois.

 

Pulsares

O que são ?
Os pulsares são estrelas pequenas e densas. Para se ter ideia, para obter o volume da Terra seriam necessários 260 milhões de pulsares. Porém eles podem obter um campo gravitacional 1 bilhão de vezes maior que o da terra.

O que fazem ?
Os pulsares, na realidade, não ligam e desligam. Eles emitem um fluxo de energia constante. Essa energia é concentrada em um fluxo de partículas eletromagnéticas que são ejetadas a partir dos pólos magnéticos da estrela à velocidade da luz.


Sinais de rádio ?
Os sinais de rádio emitidos pelos pulsares não são completamente entendidos. Uma teoria bastante divulgada baseia-se no forte campo magnético do pulsar que força a sua atmosfera ionizada a girar em torno dele. Algumas porções desta atmosfera chegariam então à velocidade da luz sendo então libertadas do campo magnético. Quando isso acontecesse um sinal de rádio seria gerado e formar-se-ia um feixe devido a efeitos relativistas.


Pulsares notáveis: Pulsar do Carangueijo!
Um dos pulsares mais conhecidos é o pulsar do caranguejo, que se encontra no centro da nebulosa do caranguejo. A supernova que deu origem a este pulsar foi observada na Terra em 1054 d. C. por astrônomos chineses e japoneses. Este pulsar é o mais energético que se conhece, roda cerca de 30 vezes por segundo e está altamente magnetizado. Ele caracteriza-se também por emitir dois pulsos de radiação por cada revolução.



Anãs Brancas

O que são?
Anãs Brancas são remanescentes Estelares com características muito interessantes, como, por exemplo, densidade, temperatura, luminosidade e período de vida extremamente altos em oposição ao tamanho e a massa, relativamente baixos. São objetos extremamente interessantes de serem estudados, principalmente em sua ocorrência em Sistemas Binários. Anãs Brancas são comuns: cerca de 97% das Estrelas terminarão como Anãs Brancas.

Principais características!
Muitas anãs brancas são aproximadamente do tamanho da Terra, tipicamente 100 vezes menor que o diâmetro do Sol; sua massa média está entre 0,5-0,6 massas solares, apesar de existir uma pequena variação. Seu estado condensado implica que a mesma quantidade de matéria está compactada em um volume tipicamente 1 milhão de vezes menor que o do Sol, o que faz com que sua densidade média seja 1 milhão de vezes maior que a densidade média do Sol. Nestas condições, a matéria está em um estado degenerado.

Tipos de Anãs
Existem vários tipos de Anãs Brancas, e sua classificação depende basicamente de sua composição química. São elas dA, dB, dC, dO, dZ, dQ e dX. O tipo dA tem linhas de H presentes e nenhuma linha de He I ou metais; o tipo dB tem linhas de He I presente, mas nenhuma linha de metais ou H; o tipo dC tem o espectro contínuo com poucas ou nenhuma linhas visíveis; o tipo dO tem fortes linhas de He II com presença de He I ou H também; o tipo dZ tem apenas linhas de metais presentes (ausência de linhas de H ou He); o tipo dQ tem linhas de C presentes; e o tipo dX tem o espectro inclassificável.




Um comentário:

Quiriate Huzote Nunes Lima disse...

Um pouco sensacionalista este video... mas muito legal.. rs