sexta-feira, 16 de novembro de 2012

Dualidade da onda-partícula


Muitas vezes as luz se comporta como uma onda... Outras vezes como uma partícula... Qual seria a melhor definição então da luz? Uma onda? Uma partícula?


A primeira teoria surgiu na Grécia antiga, e era dita que a luz era composta por partículas. E observando o que era refletido, foi notado que a luz, como um sólido, batia e voltava rapidamente ao encontrar um espelho. Essa é a chamada teoria corpuscular da luz.
Christian Huygens foi quem propôs o conceito de onda de luz, no final do século XVII, e era baseado em que a luz atuava como uma onda em vez de uma corrente de partículas.

Em 1807, Thomas Young retomou a teoria de Huygens, mostrando que quando a luz passa por uma abertura bem estreita, ela consegue se espalhar e interferir na luz que estiver passando por outra abertura. Esta teoria de Young ficou conhecida como ''experimento das duas fendas''.

Outro físico, chamado James Maxwell, mediu a velocidade da luz no vácuo e de uma onda eletromagnética no mesmo meio e notou que são iguais. Isso levou à afirmar que a luz é uma onda eletromagnética.

Portanto, conclui-se que a partir destes experimentos podemos afirmar que a luz é hoje uma onda e partícula. 

Para entender melhor:




Nenhum comentário: